Moj rođendan

Mladen Ciric, Verica Filipovic e eu

Mladen Ciric, Verica Filipovic e eu

Sem receio de superlativos, acabo de ter o melhor aniversário da minha vida.

Foi na cidade que eu amo. Foi com amigos recentes mas já do peito. Foi ao som de uma trilha sonora fantástica que incluiu Fountains of Wayne, Violent Femmes e Ekaterina Velika. Foi bebendo cerveja montenegrina a 55 dinares (isso é algo como R$ 1,20; os copos são de 500ml). E foi beneficiado pelo fato de, segundo o calendário juliano, o dia 29/12 não cair entre o Natal e o ano-novo, o que contribuiu para que este fosse o aniversário com maior quórum desde a minha infância.

E, como se não bastasse, presentes maravilhosos. Ganhei um cachecol ótimo, uma garrafa de vinho, cinco CDs (Pačamama, Boban Marković, Dragomir Milenković e irmãos Teofilović, além de uma compilação de música tradicional), um livro sobre jornalismo de agências em servo-croata (“Agencijsko Novinarstvo“), um livro com anedotas de sérvios na fila de espera por vistos e um sugestivo guia “How To Conquer Belgrade“.

Valeu a todo mundo!

Anúncios